segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Larga essa "coisa"!

Abaixo, uma pequena lista das principais doenças que o cigarro pode provocar:

Durante a gestação, o cigarro materno aumenta o risco de aborto, de sangramentos e de complicações, como a instalação incorreta da placenta no útero (Fonte: G1)

Dor nas costas: os fumantes inalam substâncias tóxicas que prejudicam a circulação sanguínea do disco intervertebral (Fonte: CyberDiet)

Infertilidade: a liberação de substâncias tóxicas pelo cigarro no organismo prejudicam a produção de óvulos e espermatozóides e reduz o fluxo de sangue para o pênis, o que pode causar impotência (Fontes: CyberDiet, OPAS)

Aproximadamente 25% dos casos de infarto devem-se exclusivamente ao cigarro. O cigarro facilita a formação de coágulos, o que pode provocar o ataque cardíaco (Fonte: CyberDiet)

O cigarro pode causar desde simples manchas nos dentes até câncer labial (Fonte: CyberDiet)

Existe uma doença, exclusiva de fumantes, chamada tromboangeíte obliterante, que obstrui as artérias das extremidades e provoca necrose dos tecidos. O doente sujeita-se perder os dedos do pé, a perna, o pé, uma coxa, enfim, a necrose do tecido pode levar à amputação de membros (Fonte: Estadão)

Os fumantes acusam uma incidência 40% maior de catarata (Fonte: OPAS)
Enfisema Pulmonar, Bronquite Crônica (Fonte: OPAS)
Osteoporose (Fonte: OPAS)
Acidente Vascular Cerebral (Derrame) (Fonte: Psiquiatria Geral)
Maior incidência de arteriosclerose, arritmias cardíacas e crises de angina (Fonte: Psiquiatria Geral)

O tabagismo facilita o aparecimento de úlceras e gastrites (Fonte: Psiquiatria Geral)
Agora vem a parte dos problemas cancerígenos. Os problemas com câncer são principalmente devido ao alcatrão, que é um composto de mais de 40 substâncias comprovadamente cancerígenas, formado à partir da combustão dos derivados do tabaco. Entre elas, o arsênio, níquel, benzopireno, cádmio, resíduos de agrotóxicos, substâncias radioativas, como o Polônio 210 (sim, aquele que derreteu por dentro o ex-espião russo Alexander Litvinenko), acetona, naftalina e até fósforo P4/P6, substâncias usadas para veneno de rato.
Segue a relação dos principais tipos de cânceres que o cigarro ajuda a provocar:

O cigarro é responsável por 30% das mortes por câncer (Fonte: BBC)
Segundo o Hospital de Câncer de Barretos - 96% dos pacientes com câncer do esôfago, da cavidade oral e do laringe e 88% dos pacientes com câncer de pulmão são fumantes (Fonte: Hospital de Câncer de Barretos)

Além de todos esses males o fumo causa danos sérios ao meio ambiente, florestas inteiras são devastadas para alimentar os fornos à lenha que secam as folhas do fumo antes de serem industrializados. Para cada 300 cigarros produzidos uma árvore é queimada. Portanto um fumante de um maço por dia sacrifica uma árvore a cada 15 dias. No Brasil a indústria do cigarro responde pelo corte de quase 40 milhões de árvores por ano, para abastecer as estufas de secagem das folhas de tabaco (Fonte: Planeta Sustentável)

O governo federal perde, por ano, R$ 1,2 bilhão por causa do contrabando de cigarros somente com IPI e PIS/Cofins que deixam de ser arrecadados, sem contar o que é sonegado em Imposto de Renda e em tributos estaduais (Fontes: FinanceOne, Jornal do Brasil)

O cigarro mata 5,4 milhões por ano no mundo (mais do que a soma das vítimas de tuberculose, malária e Aids), número que deve crescer para 8 milhões em 2030, de acordo com projeção da OMS (Fonte: Jornal da Ciência)

O cigarro provoca um prejuízo anual para o sistema público de saúde de pelo menos R$ 338 milhões, o equivalente a 7,7% do custo de todas as internações e quimioterapias no País (Fonte: INCA)
Enfim, o cigarro é em si um enorme câncer no planeta. Sabemos que deixar de fumar é difícil, mas pode ser a maior conquista da vida de uma pessoa.

Nenhum comentário: