segunda-feira, 28 de junho de 2010

US$ 120 milhões para Canaã - Quaradouro

A Vale vai dobrar a produção de minério de ferro no Pará, que seria o mesmo em dizer que o Estado ganhará um novo Projeto Carajás. Em reunião com a diretoria da Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa), a mineradora apresentou o Projeto Ferro Carajás S11D, que já é o maior do mundo. Em 2015, na fase de operação, o S11D importará num incremento de 14% no PIB paraense, sendo que também contribuirá com mais de US$ 5 bilhões/ano para a expansão do superávit na balança comercial brasileira.

O projeto prevê a implantação de mina e usina, em Canaã dos Carajás, para a produção máxima de 90 milhões/ton. de minério de ferro. A fase operacional começa em 2013, porém o pico de produtividade ocorre apenas em 2016 e, segundo informações da Vale, a tonelada do minério será comercializada a preço médio de US$ 50, dando mais fôlego as exportações e a economia paraense. Para se ter uma idéia, o repasse da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM) ao município de Canaã vai saltar de US$ 20 milhões, em 2010, para US$ 120 milhões, em 2012.

O projeto prevê a construção de ramal ferroviário (110 km de extensão) para interligar a região do sudeste do estado à Estrada de Ferro Carajás. Esta, por sua vez, será duplicada e ganhará mais 604 km de linhas férreas, aumentando assim a capacidade de transporte da EFC para 100 milhões de toneladas, a partir de 2014.
O investimento nesta infraestrutura logística será de US$ 6,5 bilhões, gerando a criação de 127 mil empregos, por ano, na economia brasileira. Desses, 43.625 ficarão no Pará, 5.201 no Maranhão e 78.235 serão diluídos no restante do Brasil.

Fonte: Quaradouro

Nenhum comentário: