quinta-feira, 29 de julho de 2010

F1 tá acabando...

Já fui um grande admirador da Fórmula 1; não perdia uma corrida. Depois da geração de ouro dos grandes pilotos brasileiros, não perco mais meu tempo assistindo e estava pensando se isso não era saudosismo, nostalgia de quem não acompanha o tempo presente. Mas não. Ou alguém imagina alguém dando ordens para Nelson Piquet ou Ayrton senna desacelerar para ser ultrapassado? Ou o contrário, alguém imagina um desses dois grande pilotos pedindo ao box intermediação para o piloto da frente desacelerar?

Ridículo.

So acontece isso porque o respeito para com os pilotos brasileiros simplesmente acabou por conta da mediocridade deles mesmo.

2 comentários:

sanderson disse...

Olá, amigo Olinto!

Ao ler o post senti uma boa lembrança do passado.

Também concordo com você. Não é saudosismo, é a realidade.

Parece que essa ausência de atitude, de firmeza é um mal que assola a dignidade de alguns.

Sena tinha a marca do campeão: destemido, confiante, hábil, carismático.

Lembro-me que, ainda menino, depois de uma vitória de Sena, saía correndo pelas ruas de minha cidade, ultrapassando as esquinas, os traseuntes, as casas, os portes imaginando-me ser aquele inesquecível campeão.

Abraço

Sanderson Moura

OLINTO disse...

Grato pela visita, meu caro amigo. É sempre uma honra recebê-lo aqui.

Abraço!