quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Movimentações rumo a 2.010

BRASÍLIA (Reuters) - A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, deve se afastar do governo em fevereiro para cuidar da campanha da sucessão presidencial, cerca de um mês antes do limite determinado em lei, disse à Reuters o presidente nacional do PT.

O anúncio será feito durante a realização do quarto congresso do partido, segundo afirmou o deputado Ricardo Berzoini (SP).

"Homologada como candidata no último dia do congresso do PT, ela deve se afastar", contou o parlamentar.
O evento, realizado entre os dias 18 e 21 de fevereiro em Brasília, vai formalizar a candidatura de Dilma à Presidência da República. A política de alianças e a discussão do programa de governo também serão foco do encontro.

Nenhum comentário: