sexta-feira, 30 de abril de 2010

Canaã dos Carajás

Comentário enviado ao blog:

"Olinto, em primeira mão para você que é uma pessoa antenada: Canaã dos Carajás - um dos melhores lugares do mundo para investimento. O sudeste do Pará é atualmente a região com a maior taxa de crescimento populacional do país e em breve e irremediavelmente será criado o “Estado do Carajás”, cujo plebiscito já foi aprovado na Câmara dos Deputados Federais e recentemente no Senado Federal. Para capital do Estado de Carajás a região compreendida entre o município de Canaã e o Gogó da Onça é hoje a mais adequada conforme parâmetros técnicos científicos:

Centro geográfico do sul do Pará: Acesso a grandes: cidades: Ourilandia ( via Cedere III); Parauapebas (via Cedere I) e Xinguara ( Via Gogó da Onça); Boa bacia hidrográfica: Abastecimento de água; Cidade pouca acidentada: Economia em planejamento e edificações; Altitude média: Média de 240m em relação ao mar - superior a de Marabá e a de Parauapebas cerca de 140m – implicando em uma enorme economia no tratamento de esgoto – todo por gravidade, redução de gastos com desabrigado nas enchentes (Lembro que uma capital em breve atinge patamares de um milhão de habitantes)

Observo que, Canaã dos Carajás é a cidade onde fica a Serra Sul – maior mina de minério de Ferro do mundo, prevista para 2012 com produção inicial em torno de 90 milhões de toneladas por ano (Parauapebas neste patamar de exportação já garantiu a marca do terceiro município maior exportador do pais). Canaã é atualmente detentora do maior PIB per capita do Estado do Pará – garantido apenas com os impostos inerentes as operações da mina do Sossego (cobre), Canaã também já foi considerada a Terceira maior exportadora do estado.

Atualmente Canaã é considerada uma das cidades com maiores potenciais da América do Sul (quantidade; diversidade e qualidade dos minerais). Além de Serra Sul existe na cidade a Mina de Níquel do Vermelho (níquel); Usina Hidro-metalúrgica, Mina do 118. E a um raio inferior a 20 km a mina de Cobre do Cristalino. Segundo noticiários está previsto para a implantação de Serra Sul a quantia em torno de U$ 10.000.000.000,00 (Dez bilhões de Dólares) – Isto mesmo – Quantia superior mais que o dobro da economia de países como a Bolívia.

Sávio de Castro, formado em Controle Ambiental – Especialista em Saúde e Meio Ambiente pela UFPA, hoje cursando o 4º Período de Engenharia Civil (UFPA)."

Nota do blogger: Publiquei o comentário do Sávio como uma opinião pessoal dele, sem verificar se os dados realmente procedem. Quem souber de algo diferente, por favor, fique a vontade para expor o pensamento.

16 comentários:

Anônimo disse...

Sávio,

Saudações, Quero complementar que antes mesmos de iniciar os projetos citados, Canaã é ranqueda no Índice FIRJAN de desenvolvimento Municipal,como 1ª do estado do Pará em Educação

Anônimo disse...

Valeu Sávio,
Moro em Canaã e amo esta cidade.

Anônimo disse...

Olinto,
Abraão saiu de Uh dos Caudeus (atual Iraque)para Canaã em busca da terra que jorrava mel e leite( maiores riquesas daquela época).
4.000 anos se passaram e Canaã dos Carajás é atualmente terra que jorra as maiores riquezas minerais do planeta: Cobre, níquel, ferro... Bem aventurados os que buscam conforto para os seus familiares

OLINTO disse...

Interessante comparação, amigo. Mas será que a realidade é esta mesmo? Tomara!

Vamos explorar mais o comentário do Sávio e grato pela visita.

Anônimo disse...

Olinto,

Para forma-se uma idéia a respeito da grandiosidade da jazida de Serra Sul (Canaã) ela é no mínimo duas vezes maior as existente em Parauapebas N4 e N5 (Carajás), que proporcionam toda esta parafernália no município de Parauapebas.
Parauapebas iniciou-se em 1985 com algo em torno de 20 milhões de toneladas e hoje margeia 100 milhões. - CANAÂ ou seja, Serra Sul prevê inicio com a produção na casa de 90.000.000 – noventa milhões de toneladas.

Anônimo disse...

Olinto, Parabéns pela reportagem. Só acrescento usando dos termos, que por si só Canaã crescerá muito - sem depender ao minimo da emancipação do Estado do Carajás -e sequer de ser a capital.
Parabéns a todos nós mortadores desta grande estancia mineral. Peço apenas a Deus sabedoria para escolher os futuros dirigentes politicos da região.

Anônimo disse...

Pessoal: Precisamos urgentemente darmos o grito de liberdade. Grito de uma população que se sente há décadas excluída dos centros políticos de decisão e do próprio processo de desenvolvimento do Pará e da região e o pior desassistida.

Anônimo disse...

Inclusive a Governadora Ana Julia em campanha em Canaã a 3 anos atraz fez promessa de asfaltar de Canaã até Xinguara ( posto Setenta-Gogó da Onça) - até ontem ainda não tinha feito - mostrando a falta de assistencia que do Sul do Pará - Asfalto de 40km apenas.
OBservo que os caminhoneiros tem que andar mais 200km se quiserem andar no asfalto para fazer o mesmo deslocamento

Anônimo disse...

Ólinto,
Parabéns pelo blog e pelo comentários. São oportunidades impar

Anônimo disse...

Serra Sul
O minério de Serra Sul é muito homogêneo, com teor médio geral acima de 66,1% de ferro contido. Esses teores são até levemente superiores aos de Serra Norte, contudo, a quantidade de contaminantes é mais baixo, especialmente o manganês. “Ele é mais fino e o percentual de pellet feed será maior que o de Serra Norte”, explica Soares. Uma curiosidade sobre o projeto: o corpo de minério de ferro S11 é contínuo, com aproximadamente 27 km, segundo a mineradora, o mais longo do mundo. Além disso, a relação estéril/minério de Serra Sul ainda é sensivelmente menor que Serra Norte, o que beneficia o fluxo de caixa do projeto.

O projeto de engenharia e o EIA/Rima já estão sendo elaborados e o pedido de licenciamento ambiental ocorrerá esse ano. De acordo com o diretor, alguns equipamentos já estão sendo dimensionados e devem ser adquiridos ainda em 2008. Já os serviços de engenharia serão contratados entre o final de 2009 e 2010. “Será a maior mina, com o que existe de mais moderno no mundo e muita automação. Já estamos fazendo visitas na Austrália e China, vendo o que possuem de tecnologia”, conta.

Segundo Soares, a mineradora estuda a possibilidade de utilizar caminhões Liebherr de 400 t, que serão testados antes. “O caminhão está pronto nos Estados Unidos e no início do ano deverá chegar aqui”, conta. Considerando os fora-de-estrada com capacidade em torno de 200 t utilizados atualmente em Carajás, serão necessários cerca de 100 caminhões para Serra Sul. Mas dependendo do resultado do teste com o novo caminhão, a frota poderá ser redimensionada.

OLINTO disse...

Valeu amigos! EStejam a vontade nesse nosso espaço!

Anônimo disse...

Boa tarde.
Moro em São Paulo e gostaria de conhecer Canaã, qual a cidade mais próxima que tem aeroporto e qual a distancia entre elas.
Obrigado

Anônimo disse...

Pessoal,
O projeto Serra sul foi postergado por falta de licença ambiental e a Vale está levando 5 bilhões para investir fora (Africa). O atual governo Estadual e federal parece contra ao desenvolvimento da Vale a modo não aceitar que a privatização da mesma foi uma atitude correta, demonstra querer barganhar as licenças ambientais - quer mudar até a presidencia da empresa - parece querer transforma-la de novo em um gabide de emprego sem credibilidade como outras estatais.
Pessoal,
O niquel do Vermelho só não emplacou anos atras por falta de licença - do estado. A Vale comprou a Inco e direcionaou a atenção ao niquel a nivel mundial.
Ou o Brasil e ou a Africa explorar as minas o impacto ambiental vai acontecer de qualquer forma e o prejuizo é mundial. A úncia diferença é que eles contabilizaram o bonus e o mundo inteiro socializará o onus.
Essa história da Vale é do Povo e ou a Petrobrás é do povo - é só para enganar.
Quando e quantos litros de combustivel já foi distribuido pro povo brasileiro? E tem mais pro povo estrangeiro a petrobrás vende até mais barato.

Anônimo disse...

O PT mostra mais uma vez suas artimanhas:
Moeda de troca para as licensas e a falta de regularização dos assentados rurais. O povo assentado na região de parauapebas, eldorado, canaã, ou seja o sudeste do Pará deve ficar vivendo atrvés das bolsas esmola.
Se o governo liberassem os titulos definitivos os assentados deixariam de ficar engessdos e poderiam andar com as próprias pernas - Xô Ana Júlia - que venha o desenvolvimento com dignidade para nossa região.

Anônimo disse...

...Se puder publique
...Algum dia, algum outro maluco contou qtos veiculos passam de Sossego a Parauapebas? Outro dia, vindo de Parauapebas à Canaã por volta de 17:30 resolvi contar. Gastei uma hora de viagem... mas registrei o total de 118 carros q iam de Canaã sentido Parauapebas, isso mesmo durante uma hora de viagem! e deste total foram 11 ônibus. Imagine os de troca de turno...

Alguem sabe qtos empregados no proj. sossego, são de Canaã e quantos são ou moram em Parauapebas?

Um exemplo indeplorável às barbaries... qtos empregados da empresa RIP q presta serviços no Projeto Sossego residem em Canaã? algum cidadão Canaense sabe?
Pois bem, fontes seguras, apontam que a empresa RIP contratou cerca de 300 novos funcionarios de Parauapebas para trabalhar no proj. sossego q fica dentro do município de Canaã. Quer a prova? alguém vá exatamente às 8hs da manhã deste Domingo... no SENAI de Canaã, e verá cerca de 6 onibus deixando esses funcionarios q estarão vindo do Peba (nada contra o Pebinha) para fazerem introdutório para trabalhar no Projeto Sossego.

Espero q alguém com alguma força política ou mesmo a impresa possa ver e divulgar.

NÃO DÊ O PEIXE, ENSINE A PESCAR, E SE HÁ OPORTUNIDADE, SEJA JUSTO E OFEREÇA AO CANAAENSES.

Anônimo disse...

Se puder publique!!!
...Algum dia, algum outro maluco contou qtos veiculos passam de Sossego a Parauapebas? Outro dia, vindo de Parauapebas à Canaã por volta de 17:30 resolvi contar. Gastei uma hora de viagem... mas registrei o total de 118 carros q iam de Canaã sentido Parauapebas, isso mesmo durante uma hora de viagem! e deste total foram 11 ônibus. Imagine os de troca de turno...

Alguem sabe qtos empregados no proj. sossego, são de Canaã e quantos são ou moram em Parauapebas?

Um exemplo indeplorável às barbaries... qtos empregados da empresa RIP q presta serviços no Projeto Sossego residem em Canaã? algum cidadão Canaense sabe?
Pois bem, fontes seguras, apontam que a empresa RIP contratou cerca de 300 novos funcionarios de Parauapebas para trabalhar no proj. sossego q fica dentro do município de Canaã. Quer a prova? alguém vá exatamente às 8hs da manhã deste Domingo... no SENAI de Canaã, e verá cerca de 6 onibus deixando esses funcionarios q estarão vindo do Peba (nada contra o Pebinha) para fazerem introdutório para trabalhar no Projeto Sossego.

Espero q alguém com alguma força política ou mesmo a impresa possa ver e divulgar.

NÃO DÊ O PEIXE, ENSINE A PESCAR, E SE HÁ OPORTUNIDADE, SEJA JUSTO E OFEREÇA AO CANAAENSES.