terça-feira, 13 de abril de 2010

SHOW NAVEGAÇÃO

O amigo e grande artista Paulo Mourão estará realizando show na Bahia. Um dia, quem sabe, ele virá por estas bandas da Amazônia.

SHOW

NAVEGAÇÃO- Cordas & Canções

TEATRO MUNICIPAL DE ILHÉUS

Data – 21 de abril (quarta-feira)

Horário – 20 horas



Os rumos das caravelas portuguesas cruzando os mares e das tropas de mulas e boiadas, sertão brasileiro adentro, dão o tom do show “NAVEGAÇÃO Cordas e Canções”. Os artistas Paulo Mourão, Seu Ribeiro, Pedro Hoisel e Sérgio Ramos destacam, em suas canções e cantorias, as origens d’além mar: Península Ibérica, África e Oriente Médio. Mostram como tais culturas foram assimiladas e transformadas no novo continente.

Mais que isso, se colocam como agentes da História, aquela, feita no dia a dia, com consciência, alegria, seriedade e fantasia. Nada é gratuito. “Navegação – Cordas e Canções” busca o elo passado-presente no cotidiano de nossa gente.

Acústico

O show tem estrutura essencialmente acústica: voz e cordas. Paulo Mourão é violeiro, se utiliza da viola de 10 cordas. Seu Ribeiro e Pedro Hoisel, do violão. A diversidade de estilos garante belo painel da música brasileira. A poesia das letras revela o envolvimento de cada um dos artistas e suas compreensões do Brasil, da vida e da espiritualidade.


Navegação

Poetas, os três músicos falam dos mistérios do Mar, da Terra, das Matas e navegam entre as estrelas do céu. Não se utilizam de radares nem GPS, mas de luz interior. Utilizam a imagem das amarrações das velas dos barcos, os burros e mulas, as redes e convidam o público para uma bela viagem, que amarra talentos, ritmos, harmonias, cantorias.

O Show “Navegação Cordas & Canções” terá ainda as participações especiais do ator grapiúna José Delmo, do poeta Quito Nonato, e dos músicos Reinaldo e Vinicius Andrade.


PEDRO HOISEL


Segundo Paulo Mourão, “Pedro Hoisel surpreende quando canta. Seu timbre de voz é muito peculiar. É diferente, bonito. Compõe com a sabedoria de um adulto e a leveza de sua juventude”.

Natural de Salvador-Bahia, nascido em 1986, Pedro Hoisel chegou em Ilhéus com um ano. Aos 12 começou a estudar violão e aos 16 iniciou suas composições. Aos 21 anos mudou-se para Vitória da Conquista para estudar música com o pianista, regente e mestre em educação musical, Marcos Ferreira. No mesmo período estudou violão clássico com o violonista Petrônio Joabe.

Em 2008, ingressou na Faculdade de Música, no curso de composição e regência, da Universidade Federal da Bahia (UFBA) onde está até hoje e amplia seus conhecimentos.

Trajetória

Pedro Hoisel constrói seu caminho com competência e sensibilidade. Apresentou-se com artistas de destaque como Juraíldes da Cruz, Xangai e Flavia Wenceslau. Em 2009 teve composição de sua autoria executada pela Orquestra Sinfônica da UFBA (OSBA), sob a regência do compositor e maestro Wellington Gomes.
No momento, mostra algumas de suas composições no show “Canto Novo”, apresentado pela primeira vez em maio de 2009 no Teatro Municipal de Ilhéus. Ao mesmo tempo trabalha seu primeiro cd com planos de lançamento para 2010.


SEU RIBEIRO


Seu Ribeiro, cuja carreira se consolida no cenário da MPB, foi apadrinhado pelo cantador baiano Elomar Figueira Melo. Constantemente é convidado a se apresentar ao lado de grandes artistas como Xangai, Saulo Laranjeira, Chico Lobo e Rolando Boldrin. Com 10 anos de cantoria de cabeceira, Seu Ribeiro, aos 37 anos, lança em breve o cd "VIELAS LÍRICAS".

Participaram das gravações Xangai, Chico Lobo, Betinho Macedo, Babilak Bah e Mãe Helena, dentre outros. Em breve inicia tournê patrocinada pela Lei Estadual de Incentivo a Cultura, que envolve vinte cidades mineiras. Para o show, ao lado de Paulo Mourão e Pedro Hoisel, mostra seu canto montanhês. Nêle busca traduzir a beleza bruta da musa matuta que liga as paisagens serrana de Minas Gerais ao cenário agreste do Sertão Baiano, a Serra do Espinhaço - cordilheira do Brasil.
"Seu Ribeiro tem um trabalho denso, muito bonito e pessoal. É uma honra estar a seu lado tanto como músico quanto como amigo".(Paulo Mourão)



PAULO MOURÃO


Paulo Mourão, desde 2008 vive na Bahia. Trás na bagagem de 12 anos de carreira, quatro cds gravados, uma premiação nacional na Segunda Mostra de Música Instrumental de Viola da Syngenta (2005), e uma série de 16 shows, patrocinados pela Lei Rouanet, com exibição final em rede Nacional pela TV Cultura de São Paulo, no Programa Imagem do Som.

Em Minas, participou de vários programas de TV, tais como o "Globo Horizonte" da TV Globo, o "Palco Brasil" da TV Minas, o "Viola Brasil" da TV Horizonte, Viação Cipó da TV Alterosa, dentre muitos outros.

Na Bahia realizou show na Casa da Música, em Itapuã, capital do Estado, a convite do ator Jackson Costa com quem realizou parceria em performance com recital poesia e musica, e shows em Ilhéus, no Teatro Municipal de Ilhéus, na Casa dos Artistas, e também em praça pública, com apoios e patrocínios da Secretaria Municipal de Turismo, e da Fundação Cultural de Ilhéus.

Para 2010 aprovou turnê em Minas, via Lei de Incentivo Estadual, e prioriza no show "Navegação – Cordas e Canções", suas músicas instrumentais.Promete levar o público a um passeio místico através da sonoridade de suas três violas encantadas que plainam entre o silêncio das estrelas.

"Tocar ao lado de Paulo Mourão é um desejo antigo. Poucos artistas brasileiros conseguem construir uma obra tão representativa da cultura popular e ao mesmo tempo tão pessoal. Quando ouvi seu CD 'Grande Viagem de Luz', reconheci a grandeza e singularidade desse violeiro que outra vez me surpreendeu com o CD 'OS CABOCLOS DA MATA', lançado pela Kuarup. Paulo Mourão é maestro no que faz". (Seu Ribeiro)

SERGIO DI RAMOS


Sérgio Di Ramos, filho grapiuna, compositor, artista plástico com inserção no Dicionário de Artes Plásticas Brasil, da Editora Júlio Louzada-SP e “Art Trade International Guide of Quotation, editora Narciso Martins – Portugal-Lisboa, passagem em várias galerias no eixo RJ – SP, retorna ao mundo artístico através da música. Em 2008 lançou seu primeiro CD, denominado “Sistema de Doido”, que contou com a participação de Tatiana Parra, Luiz Ribeiro, Fernando Guimarães, a cantora Sol o instrumentista e arranjador Adilson Vieira. Que mostra uma música brasileira criativa com letras inteligentes que vai do estilo MPB propriamente dito ao samba bossa. Em fase de finalização, o seu novo CD, “Hipnose Humana”, se apresenta como uma grata surpresa para a música regional. É bom lembrar, que a música acompanha Di Ramos desde os seus treze anos quando ganhou seu primeiro violão. Tentou se inserir no meio musical do Rio de Janeiro no final da década de 70, e após algumas desilusões interrompeu imediatamente sua veia musical, que ficou latente durante quase três décadas por trás de outras atividades desenvolvidas pelo artista, como ambientalista, autor de livro e professor. Convidado por Paulo Mourão para participar do show “Navegações Cordas e Canções”, vai apresentar canções temáticas, fazendo um mix acústico, explorando a riqueza lúdica das letras.

2 comentários:

jane hilda disse...

que belo!!!!
parabéns ao OLINTO BLOG por abrir espaço para a arte e a cultura. Com esta publicação, colabora para estreitar os caminhos entre a Bahia, Minas, Pará, enfim, o Brasil!

Jane Hilda- Ilhéus-Bahia

VIOLEIRO PAULO MOURAO disse...

Olinto, sou seu fã e seu amigo. Luz, grato pelo carinho, Paulo Mourão