sábado, 18 de outubro de 2008

PAIS E FILHOS

Piorou o estado de saúde da garota de 15 anos baleada na cabeça ontem após passar cem horas mantida refém pelo ex-namorado em Santo André (Grande São Paulo). Segundo os médicos, ela começou a ser retirada do coma induzido porque, por não apresentar reflexos, o objetivo é saber como a menina reagirá sem os medicamentos. (uol.com.br)

Esse trágico acontecimento retrata de forma triste a situacao dos jovens e o descontrole que os pais tem da vida dos filhos. Não adianta tentar arranjar culpados (isso é com a polícia), o que importa é orientar melhor os filhos e ensiná-los a se desvencilhar das más companhias.

Um comentário:

Zé Dudu disse...

Olinto, cada vez que nós pais pensamos que coisas dessa natureza podem acontecer, dá vontade de trancar os filhos em casa e não deixá-los sair. Culpa da falta de religião e da educação desgarrada de procedimentos éticos ensinadas nas escolas atualmente. É entregar a Deus, orando para que nada de mal aconteça.