quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Caso Eloá


O juiz Pedro Luiz Aguirre Menin, da 16ª Câmara de Direito Criminal (SP), concedeu nesta quinta-feira uma liminar suspendendo a ação penal contra Lindemberg Alves Fernandes, de 22 anos. A decisão barrará o andamento do processo até a análise final do habeas-corpus, ajuizado pelos advogados Edson Pereira Belo da Silva e Ana Lúcia Assad. A defesa de Alves alega que houve cerceamento de defesa no julgamento, do último dia 8, no qual o juiz José Carlos de França Carvalho Neto, da Vara do Júri e Execuções Criminais de Santo André, determinou que ele seja levado a júri popular pela morte de sua ex-namorada, Eloá Cristina Pimentel, em outubro de 2008, em um crime que abalou o País.
Os advogados querem que dois policiais que invadiram o apartamento onde Eloá morreu sejam ouvidos.

Nenhum comentário: